Em casa com a criançada – Terceira Semana

28 de abril, 2020 - Por e-docente

Compartilhar

A criançada continua em casa e, consequentemente, exige dos adultos que estão com elas mais criatividade e mais tempo de dedicação para o entretenimento. Sugerimos continuar com o varal da rotina, fazendo mudanças se julgarem necessárias. É importante conversar com a criança para ver se estão satisfeitos com a rotina que estabeleceram ou se sugerem alguma mudança. O varal ajuda a criança a entender que há uma organização para se dar conta de tudo que desejamos ou precisamos fazer. Mantenha também o quadro de combinados, assim a criança consegue visualizar a sua evolução e como tem ajudado a família nesse período em que todos precisam estar juntos.

Uma dica: não jogue fora as sucatas.

A nossa tarefa também não terminou, desejamos de alguma forma colaborar com vocês. Então vamos lá!

Segunda-feira:

História para divertir: que tal começar a semana com uma linda história. Vocês conhecem a Menina bonita do laço de fita? Não? Sim? Eu convido vocês a ouvirem essa linda história e depois construírem os personagens em fantoches. Difícil?  Não, é muito fácil, basta desenhar os personagens, recortar e colar em um palito. Depois podem recontar a história ou até mesmo inventar uma nova. Acesse o link do canal “Fafá conta histórias” e veja a história da  Menina bonita do laço de fita  https://www.youtube.com/watch?v=wTgCiWFUKHU

Terça-feira:

Um tapete diferente: Lembra das sucatas que você juntou para a construção da semana anterior?  Pois é, se não jogou fora elas podem servir para construir um tapete sensorial. Isso mesmo, você vai estimular os sentidos das crianças por meio de objetos que tenha em casa.  Faça um caminho como se fosse um tapete com caixas de ovos, esponja de aço, algodão, lixa de móveis, pedaço de papelão, tecido, pedaço de lã…junte o máximo de objetos que você tenha em casa com texturas diferentes. Coloque no chão na ordem que preferir, estimule a criança a caminhar descalço sobre esses objetos, ela deve dizer que sensação sente em cada textura. Se é liso, áspero, grosso, fino, macio etc.

Quarta-feira:

Macarrão na peneira: você só vai precisar de um escorredor e macarrão cru. Pegue o escorredor, vire ao contrário, corte o macarrão em pedaços. A criança terá que colocar o macarrão pelo buraquinho. Além de ficar entretida por algum tempo, a criança treina a coordenação viso-motora, a atenção e depois vocês ainda podem contar quantos macarrões ela conseguiu colocar na peneira. E a brincadeira não precisa acabar por aqui. Que tal, montar um desenho com o macarrão, pode ser feito com colagem.

Quinta-feira:

Contando e cantando histórias: você pode contar uma história e junto com a criança inventar uma música para deixar a história mais animada, pode ainda criar imagens decorativas para a diversão ficar completa. Mas pode também, visitar um canal, no YouTube,  e contar, cantar e encantar com a história do Gato Xadrez. Acesse o link do Varal de histórias para a história do Gato Xadrez:  https://www.youtube.com/watch?v=h0h3XTJmysM

Sexta-feira:

Conversa vai, brincadeira vem: Comece o dia conversando com as crianças, diga-lhes que já foi pequena como elas. Pergunte se imaginam de que vocês adultos brincavam quando pequeno. Se em casa estiverem outros adultos, podem ampliar a brincadeira sugerindo que ele pergunte a todos os adultos sobre o que mais gostavam de brincar quando pequenos. Pode-se também usar o Whatsapp para entrevistar os familiares (por texto escrito ou áudio). Diga que para não esquecer ele deve registrar. Em uma folha deve desenhar o adulto que entrevistou e ao lado desenhar a brincadeira preferida. Essa é uma ótima ocupação a criança brinca e cria ao mesmo tempo. Diga que ao final do dia, ou no melhor horário para você, brincarão de uma brincadeira do seu tempo de criança. Sugerimos a Amarelinha, já que usa o movimento, coordenação motora, e gasta energia. Visite https://www.youtube.com/watch?v=OjDbfwY27mU

 

Karla Berbat

Pedagoga e mestre em Educação Escolar

Assessora Pedagógica das Editoras Ática, Scipione e Saraiva – Rede Pública

Compartilhar


Deixe seu comentário